Menu

Após o lançamento da música “Only You”, em parceria com o grupo Cheat Codes

12 JUL 2018
12 de Julho de 2018
141 hackers de PlayerUnknown's Battlegrounds já foram presos na China por criar um software de hack contendo um vírus cavalo de tróia.

De acordo com o Exp.gg, outras seis pessoas foram presas, além das 120 presas em janeiro e 15 em abril. As prisões são resultado de um esforço colaborativo entre a polícia local e a Tencent, a publisher do game no país.

Mais de 200 peças de hardware foram apreendidas, incluindo PCs, pen-drives, e celulares. Também foi confirmado que vírus presente no programa de trapaça roubava os dados dos jogadores.

 

Em abril, a desenvolvedora Bluehole disse que está "continuamente juntando informação em desenvolvedores (e vendedores) de hack" e "trabalhando extensivamente com diversos parceiros e autoridades jurídicas para levar essas pessoas à justiça".

A desenvolvedora está enfrentando hackers há meses, lançando diversas medidas anti-cheat para atacar o problema. No início deste ano, foi revelado que 99% das contas banidas por cheating em PUBG eram da China. Consequentemente, a base de jogadores ativos do game caiu, embora o título tenha ultrapassado 30 milhões de cópias vendidas em fevereiro.

Allen Zheng, chefe da Tencent, disse que remover cheaters do game é uma "batalha sem fim", e que "você inventa algo efetivo hoje, mas encontra algo completamente diferente amanhã".

Fonte: IGN Brasil
Voltar
Tenha você também a sua rádio